Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

16/12/2015 - 16:14 - Atualizado em 16/12/2015 - 16:15
Seminário da Proex discute projetos para 2016
Pró-reitoria avalia 2015 e define metas para o próximo ano
por Autor: 
Marco Cavalcanti

 Milton Santos)

O Seminário de Planejamento de 2016 da Proex teve participação de servidores de suas três diretorias (foto: Milton Santos)

 

Gabriel Rodrigues (estagiário de graduação) e Marco Cavalcanti

Na manhã desta quarta-feira, 16 de dezembro, a Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis (Proex), comandado pela professora Dalva Silva, reuniu toda sua equipe para apresentação do Seminário de Planejamento de 2016. Diretores, servidores e bolsistas puderam acompanhar um resumo das atividades realizadas no ano de 2015 (e da gestão como um todo, desde 2013) por todos os setores e observar os direcionamentos para o ano que vem. Esses direcionamentos foram tirados de reuniões internas de cada diretoria.

O primeiro a fazer apresentação foi o professor Lu de Laurentiz, diretor da Diretoria de Cultura (Dicult). As atividades e parcerias realizadas neste ano foram apresentadas, com especial atenção ao projeto Circuito Universitário Cultural (CUC), que possibilitou descentralizar as apresentações culturais da cidade de Uberlândia para outros municípios com campus da UFU. A proposta é dar continuidade a essas atividades, levando ainda outras atrações através do CUC. Há, ainda, demanda por espaço físico, assim como de equipes maiores de servidores e bolsistas.

O professor Leonardo Barbosa, diretor de Assuntos Estudantis (Dires), disse que ainda que a verba do Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) não tenha diminuído, há "um descompasso entre o crescimento do orçamento e o crescimento da demanda". Conforme a pesquisa anual do perfil socioeconômico dos discentes é possível perceber, na fala do docente, que hoje a universidade "é mais negra, mais popular e mais feminina, o que demanda um olhar mais atento para a assistência estudantil". A atuação da diretoria este ano, além das inúmeras bolsas para auxílio-permanência e acompanhamento didático e psicológico, contou ainda com o acompanhamento das comissões de Álcool e outras Drogas e de Política de Gênero. Na sexta-feira, dia 18/12, o Conselho Universitário (Consun) deverá votar a proposta de criação da Pró-reitoria de Assuntos Estudantis (Proae), que pode passar a funcionar como uma instância mais autônoma, fora do "guarda-chuva" da Proex.

A Diretoria de Extensão (Direc), comandada pela professora Gláucia Gomes, apresentou também as metas cumpridas, como o início da implementação das Coordenações de Extensão (Coext) nas unidades acadêmicas, o programa Ações Afirmativas (cursinho alternativo) e maior interlocução com a comunidade externa. A docente pontuou ainda, as metas em andamento para o encerramento da gestão, em 2016, como dar maior visibilidade às ações de extensão, oferecer capacitação para bolsistas e servidores na área de extensão, criar uma Central de Projetos e de um Sistema de Museus (junto à Dicult). A diretora frisou que essas ações buscam "a equiparação da extensão ao ensino e à pesquisa". Conforme colocou a pró-reitora Dalva, o Plano Nacional de Educação (PNE) prevê 10% de extensão nas atividades dos cursos de graduação.

À tarde os participantes do seminário discutiram a organização do trabalho da pró-reitoria, definindo metas e estratégias para 2016. “O compartilhamento das atividades, a responsabilidade conjunta sobre elas, eu penso que isso melhora, inclusive, a convivência entre nós, no cotidiano”, observa Dalva Silva.

A preocupação principal, no entanto, foi o orçamento para o próximo ano. Segundo a pró-reitora, houve corte de 10% em custeio e 50% em capital em 2015. “Para 2016 nós não sabemos ainda exatamente quanto teremos. Ainda assim, estamos tentando planejar, porque se a gente sabe o que é prioritário, o que nós precisamos fazer, os projetos que precisamos concluir, considerando que é o último ano de gestão, quando vier o recurso saberemos quanto vamos alocar desse recurso, pois já teremos as prioridades”, afirmou.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal