Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

06/08/2018 - 21:21 - Atualizado em 09/08/2018 - 17:45
UFU alerta para riscos de cortes em verbas orçamentárias
Administração Superior prevê estagnação de pesquisas
por Autor: 
Portal Comunica UFU

'Esses cortes a sociedade não será capaz de aguentar', afirma Steffen Júnior, reitor da UFU (à esquerda) (foto: reprodução - Célio Júnior/TVU)

 

Em entrevista à TV Universitária, nesta segunda-feira, 06/08, o reitor da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Valder Steffen Júnior, e o pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação, Carlos Henrique de Carvalho, manifestaram a preocupação da Administração Superior da instituição com os riscos que os cortes de verbas atuais e projetados para 2019 trazem para a ciência.

 

Cerca de 25% dos estudantes de mestrado e doutorado da UFU dependem de bolsas fornecidas por agências de financiamento (Capes, Fapemig e CNPq) para desenvolverem suas pesquisas, explica Carvalho. O pró-reitor enfatizou que, caso os cortes previstos para 2019 se confirmem, as pesquisas, de um modo geral, ficarão estagnadas.

 

Steffen Júnior, por sua vez, destacou o desdobramento social e econômico da ciência e tecnologia e a importância dos investimento na área. “Diante da enorme preocupação que todos nós temos, a Emenda Constitucional nº 95, conhecida como Emenda do Teto dos Gastos, precisa ser revogada em algum momento. O quanto antes, melhor”.

 

O reitor lembrou que a partir de 2019, cujo orçamento está sendo finalizado, a emenda começa a ter sua repercussão no país. “Esses cortes a sociedade não será capaz de aguentar”, afirmou Steffen Júnior.

Veja a reportagem da TV Universitária exibida no Jornal da UFU:

 

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2018. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal