Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

07/09/2018 - 11:53 - Atualizado em 13/09/2018 - 08:35
Ações integradas marcam Setembro Amarelo na UFU
Falar é a melhor solução: saiba como e onde pedir ajuda
por Autor: 
Fabiano Goulart

Ações integradas marcam Setembro Amarelo na UFU (Foto: Fabiano Goulart)

 

Sensação de desamparo! Este sentimento – e a dor da perda de um filho ou filha –, segundo a psicóloga do Setor Integrado de Ações de Promoção à Saúde (Siaps), da Diretoria de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor (Dirqs), da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (UFU), da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Vanessa Aparecida de Oliveira, são as duas maiores dores do ser humano e, frequentemente, são o pano de fundo de pensamentos suicidas. “Como nós, seres humanos, somos seres sociais, a falta de amparo social é algo que nos afeta muito. Então, o que tem aparecido é aquela sensação de ‘estar sozinho na multidão’. É um desamparo presente mesmo quando estamos perto de quem amamos, é a falta de uma escuta qualificada e uma ação acolhedora”, revela Oliveira.

Em um mundo de permanentes exigências, cobranças e comparações de toda ordem, explica a psicóloga, ações de escuta e empatia deixam de fazer parte do "protocolo" de ações de auxílio para aqueles que pedem socorro. “E é claro, que isso afeta diretamente a autoestima, a autoconfiança e a solução de tirar a própria vida, vem como uma maneira de aliviar uma dor. No entanto, isso é uma solução definitiva para algo que é passageiro”, alerta Oliveira.

 Para a conscientizar as comunidades interna e externa à UFU sobre a necessidade de se falar a respeito e pedir ajuda, diversas ações, como a produção conjunta de um VÍDEO COM DEPOIMENTO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS, por Universidade Federais Mineiras, somam-se às ações internas da UFU, realizadas pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progep), Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proae) e Diretoria de Comunicação (Dirco) – Setor de Divulgação Científica – para o esclarecimento de possíveis causas e oferecer ajuda qualificada a todos os segmentos da universidade.

 

Falar é a melhor solução!

Em apoio aos estudantes, a Diretoria de Qualidade de Vida do Estudante (Dirve), da Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (Proae), realiza de 10 a 14, o evento Mês para a Vida UFU – Setembro Amarelo 2018, com atividades em todos os Campi da UFU, que incluem palestras, minicursos, intervenções artísticas, decoração de lugares estratégicos e distribuição de fitas amarelas - símbolo nacional da campanha -, apoio às ações e/ou oficinas de diversas entidades estudantis e de servidores da UFU.

 

Dia D na UFU

Especificamente no Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, 10 de setembro, acontece o DIA D na UFU, para o qual a Proae, Progep e Dirco convocam alunos, docentes e técnicos administrativos para que usem roupa ou adereços amarelos, em favor da vida. A concentração será ao lado do Restaurante Universitário (RU) do Campus Santa Mônica entre 11h e 14h. O objetivo do DIA D é causar “um grande movimento de conscientização e atenção ao tema e ao cuidado da saúde mental”, ressalta o Diretor de Qualidade de Vida do Estudante da UFU, Dr Cláudio Gomes Barbosa.

 

Conheça a programação da Proae, em todos os Campi, e AGENDE-SE

Programação campus Uberlândia

Programação campus Ituiutaba

Programação campus Monte Carmelo

Programação campus Patos de Minas

 

Cuidando do cuidador

O atendimento ao servidor técnico-administrativo e docente, na modalidade de acolhimento, é de responsabilidade do Setor Integrado de Ações de Promoção a Saúde (Siaps), da Dirqs/Progep.

“Os acolhimentos, definidos por políticas públicas de saúde, preveem 4 sessões para demandas específicas e situacionais ou, caso haja necessidade e vagas disponíveis, atendimentos de psicoterapia breve, com 12 sessões, podem ser realizados. Pacientes que requeiram atendimento a longo prazo são encaminhados à Rede Local ou clínicas particulares quando conveniados”, orienta Oliveira. Segundo a psicóloga, casos de pessoas com pensamentos suicidas são avaliados e atendidos pela equipe multidisciplinar da Dirqs, que conta com psicólogos, assistentes sociais, educador físico e terapeutas ocupacionais.

 

Tirar a própria vida é uma decisão equivocada e definitiva para algo que é passageiro. Falar é a melhor solução – Setembro Amarelo na UFU (Foto: Fabiano Goulart)

 

Valorização da Vida

Diferentemente de divulgar estatísticas, complementa Oliveira, “a campanha Setembro pela Vida, do Siaps/Dirqs prioriza a Valorização da Vida, destaca o que ela tem a nos oferecer, e que devemos saber aproveitar as chances, oportunidades e o convívio das pessoas que estão ao nosso redor”.

Para esse objetivo, foram afixados cartazes em locais de grande circulação de servidores, para que esses deixem mensagens de apoio às pessoas que estejam em momento de dificuldade e precisem de ajuda.

Os trabalhadores de atendimento, durante a campanha, usarão bótons com laço amarelo, para reforçar o espírito de solidariedade e acolhimento. Um FOLDER EDUCATIVO, com os objetivos da campanha, mitos e verdades sobre aqueles que falam em cometer suicídio e como pedir ajuda, foi produzido e pode ser encontrado nos diversos Campi da UFU.

 

Pergunte a um(a) cientista

Em parceria com o grupo de comunicação Via Saber, vinculado à Universidade de São Paulo (USP), a Diretoria de Comunicação Social da UFU promoverá o evento "Pergunte a um(a) Cientista", no dia 23 de setembro, das 9h às 11h, no Parque do Sabiá, em Uberlândia. A comunidade poderá conversar sobre saúde mental com três pesquisadores da UFU, de diferentes áreas. Mais informações: facebook.com/ViaSaber.

 

Acompanhe as ações do Setembro Amarelo pelo Facebook

Acompanhe abaixo, a entrevista com a psicóloga Daniela Ramos, da Disau,   sobre as ações que serão desenvolvidas durante o Setembro Amarelo.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal