Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

15/02/2019 - 10:46 - Atualizado em 18/02/2019 - 18:18
UFU promove debate sobre animais abandonados nas dependências da universidade
Reunião na próxima terça-feira, com participação de representantes da Faculdade de Medicina Veterinária, é aberta à comunidade acadêmica. No intuito de pacificar a questão, Prefe quer firmar um TAC com os Ministérios Públicos Estadual e Federal
por Autor: 
Hermom Dourado

Cães e gatos deverão receber cuidados da universidade (foto: Marco Cavalcanti)

 

Estima-se que existam atualmente cerca de 80 cães e 20 gatos morando nos campi e fazendas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). A presença destes animais nas dependências da instituição é um tema controverso, pois, da mesma forma que há pessoas que gostam disso e até ajudam a cuidar deles, também existem as que ficam incomodadas com a situação e querem que os bichos sejam retirados.

Buscando formas de resolver o problema, a Prefeitura Universitária (Prefe) promove uma reunião na manhã da próxima terça-feira (19/02). O encontro, com a presença de representantes da Faculdade de Medicina Veterinária (Famev), possui como um de seus principais objetivos definir estratégias a serem incluídas em um projeto que será enviado aos Ministérios Públicos Estadual e Federal para a elaboração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

“O que precisa ficar claro é que estamos buscando a pacificação desta questão. Os animais não têm culpa de nada e não podemos simplesmente ignorá-los nem retirá-los da UFU para que sejam descartados em qualquer lugar. A ideia é cuidarmos deles instalando bebedouros e comedouros em locais que sejam afastados dos nossos restaurantes, lanchonetes e hospitais. Além disso, precisamos vaciná-los, vermifugá-los e castrá-los para que esta população não aumente”, explica o prefeito universitário, professor João Jorge Ribeiro Damasceno, acrescentando que a Famev fará o levantamento dos custos destas medidas para que a universidade possa definir o valor da contrapartida que poderá ficar sob a sua responsabilidade no TAC a ser firmado.

Outro aspecto importante a ser destacado, segundo ele, é que a sociedade tome consciência de que a instituição não tem por finalidade este tipo de serviço e, por isso, não irá permitir que mais animais sejam nela abandonados: “Isso é crime e podemos utilizar as imagens das nossas câmeras de segurança para identificar e buscar a punição dos responsáveis por este tipo de ato cruel e covarde.” 

 

Posicionamento do DCE

Em nota publicada em sua página no Facebook, o Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Uberlândia (DCE-UFU) informou que não é procedente a informação de que uma lanchonete instalada no Campus Santa Mônica teria denunciado ao Ministério Público a situação dos animais na universidade. O texto relatou as medidas que a Prefe pretende tomar e evidenciou a preocupação da entidade estudantil com este tema, sendo encerrado da seguinte forma: “Os cães podem não ser estudantes ou servidores da UFU, mas nem por isso podemos deixar que eles sejam maltratados.”

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2019. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal