Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

17/09/2019 - 15:11 - Atualizado em 18/09/2019 - 08:52
Livro traz experiências da educação em escolas rurais
História e cultura indígenas são temas abordados na obra de um docente da Faced/UFU
por Autor: 
Marco Cavalcanti

Cem dos 300 exemplares da edição são acompanhados de 60 fotografias coloridas (foto: Milton Santos)

 

Professores das redes de Educação Básica municipais e estaduais já podem contar com mais uma ferramenta para o ensino em comunidades urbanas e rurais: o livro “Diálogos com a Educação do Campo: as experiências do programa Escola da Terra”, lançado no último dia 10 de setembro.

Organizado por Antônio Cláudio Moreira Costa, docente da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia (Faced/UFU), a obra traz as experiências de coordenadores, formadores e técnicos na implementação do Escola da Terra, programa instituído pelo governo federal em 2013 e que visa à formação continuada dos professores que trabalham em escolas rurais. "Foi este projeto do Ministério da Educação que custeou a impressão dos livros e das fotos. Os custos do resto do material - tecidos, confeção, adesivos para tampas e pinturas das caixas e os encartes - foram arcados com recursos próprios", explica Costa.

O livro é composto por 242 páginas e traz nove artigos. Em três deles, são mostradas as experiências em Minas Gerais, Goiás e Tocantins. Em outros dois, os textos abordam o trabalho de ensino da Língua Portuguesa e da Matemática articulados com a realidade das comunidades do campo.

"Diálogos com a Educação do Campo" também aborda os movimentos sociais e as discussões sobre a História e a Cultura Afro-Brasileira e Indígena, estes, exigidos nos currículos escolares pelas leis 10.639 e 11.645.

 

Indígenas

O artigo que finaliza a obra, intitulado “Perspectivas sobre a educação escolar indígena do Brasil”, objetiva desconstruir preconceitos em relação aos povos indígenas. O assunto, segundo o organizador da obra, “gerou muita discussão” em um curso do Escola da Terra com participação de 154 professores de cidades do Triângulo Mineiro. 

“A gente problematizou, durante o curso, a maneira equivocada como a maioria dos professores trabalha com a temática indígena”, comenta Costa. “Os professores pintam os meninos de índio, fazem uma performance, mas que não condiz com a realidade. É como falar que índio é tudo igual”, adiciona.

A primeira edição teve distribuição gratuita. Cem dos 300 exemplares desta tiragem inicial são acompanhados de 60 fotografias coloridas, impressas no tamanho 15cm x 21cm, mostrando a diversidade dos povos indígenas do Brasil, Rússia, Canadá, Estados Unidos, Finlândia e Guatemala. 

As imagens foram feitas pelo próprio Costa e pelo fotógrafo Rubens de Melo durante os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, em 2016, em Palmas (TO). O livro e as fotografias fazem parte de um estojo de madeira (15cm x 21cm) que traz, também, um encarte com informações sobre as imagens. "A partir de agora, o trabalho só poderá ser adquirido por encomenda e mediante o pagamento das despesas para impressão e envio. Quem tiver interesse pode entrar em contato comigo via e-mail, por meio da conta ac_moreiracosta@hotmail.com", informa o docente da Faced.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal