Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

12/10/2019 - 10:48 - Atualizado em 14/10/2019 - 13:37
UFU movimenta o coração do Cerrado Mineiro
Encerrando a semana de comemorações pelo aniversário de Monte Carmelo (06/10), entenda como a implantação da Unidade Araras transformou vários setores do município
por Autor: 
Portal Comunica UFU
Por: 
Mariana Oliveira e Naiara Ashaia, estagiárias de graduação

Desde a inauguração da Unidade Araras, Monte Carmelo se desenvolveu principalmente no setor econômico. (Foto: Divulgação)

 

O início das atividades da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) em Monte Carmelo se deu em 2011, mas apenas em 7 de dezembro de 2016 foi inaugurada a Unidade Araras, sede oficial da instituição na cidade. Com um investimento de mais de R$ 15 milhões, a construção foi feita durante os anos de 2012 e 2013.

Distante aproximadamente 105 km da Reitoria, em Uberlândia, o Campus Monte Carmelo conta atualmente com 31 salas de aula, 52 laboratórios, 114 vagas de bicicletários, vila digital, biblioteca e um centro esportivo disponibilizado pelo Serviço Social da Indústria (Sesi). Esta estrutura abriga cinco cursos de graduação: Agronomia, Engenharia Florestal, Geologia, Sistemas de Informação e Engenharia de Agrimensura e Cartográfica.

Amanda Moreno é aluna do 6º período de Agronomia e saiu de Ribeirão Preto (SP) para estudar em Monte Carmelo. Ela comenta que a UFU sempre foi uma opção e, após chegar, se deparou com uma estrutura que considera excelente: “Temos todo apoio, tanto dos professores, quanto em equipamentos, além da parte em campo.”

O impacto da presença da universidade no município não é sentido apenas em termos educacionais, pois a economia local, como um todo, também é aquecida. A estudante paulista relata que restaurantes, academias, mercados e outros estabelecimentos comerciais surgiram para atender a demanda dos alunos e funcionários do campus. Ademais, a universidade reflete positivamente na geração empregos na construção civil e movimenta o mercado imobiliário, tendo em vista o fluxo constante de uma grande quantidade de pessoas vindas de outras cidades mineiras e de várias regiões do país.

 

Transformação

Quem morava em Monte Carmelo antes do início das atividades da UFU reconhece essas mudanças na economia e na estrutura do município – que no último censo do IBGE, em 2016, somava pouco mais de 48 mil habitantes. Lúcia Maria Martins, de 56 anos, é carmelitana e aponta que tanto o entorno da universidade quanto a própria cidade se desenvolveram desde a inauguração da Unidade Araras. “Hoje não imaginamos Monte Carmelo sem a UFU. Digo isso não somente pelo giro de capital, mas também pela credibilidade que a universidade passa para os moradores. A UFU se tornou carmelitana, de fato”, analisa, acrescentando que uma das principais mudanças foi na facilitação do acesso da população local ao Ensino Superior, pois agora não é mais preciso mudar de cidade para ir em busca de um diploma de graduação.

Leiriele Corrêa, de 27 anos, passou por esse processo. A estudante de Sistemas de Informação revela que, ao terminar o Ensino Médio, teve que se mudar para fazer esse curso e que a chegada da UFU foi o que possibilitou a sua volta. “Acabei retornando a Monte Carmelo quando o campus foi inaugurado e o curso de Sistemas de Informação também veio. Continuo aqui porque é uma cidade que acolhe”, descreve a carmelitana. Ainda de acordo com ela, apesar da comodidade por estar novamente perto de sua família, o ponto negativo é a localização da Unidade Araras, no km 1 da Rodovia LMG 476, afastada da área central do município.

 

Apesar de afastado do centro do município, o Campus Monte Carmelo é elogiado por sua estrutura. (Foto: Milton Santos)

 

Parceria

Secretário de Planejamento e Comunicação Social de Monte Carmelo, Guilherme Ghelli é mais um a declarar que a inauguração da Unidade Araras movimentou economia e sociedade locais. “A chegada de professores altamente qualificados e engajados impulsionou diversos projetos comunitários e contribuiu para a transformação da nossa cidade, transformando-a em um polo de conhecimento”, sintetiza.

Na opinião do secretário, possuir um campus da UFU contribui significativamente para o desenvolvimento qualquer município. “Com a instalação da universidade, temos mais opções de cursos, o envolvimento do corpo docente e alunos em projetos para Monte Carmelo e um intercâmbio valioso com outras instituições, gerando inúmeros benefícios para nossa gente”, afirma Ghelli. Entre esses projetos, estão o evento TechNoMonte, que tem como objetivo atualizar os conhecimentos técnicos e científicos na área de computação, integrando pesquisa, ensino e extensão.

Outro destaque citado pelo representante do Executivo Municipal é a participação da UFU no Programa de Liderança para o Desenvolvimento Regional (Lider), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que visa a estimular a criação de um ambiente favorável ao desenvolvimento de pequenos negócios regionais: “Esta parceria viabilizará a construção do Centro Tecnológico Agrícola e Ambiental do Cerrado Mineiro (CTAACM), que promoverá pesquisas aplicadas na geração de tecnologias, produtos e serviços. Em suma, a vinda da UFU está transformando não apenas Monte Carmelo, mas toda a região do Coração do Cerrado.”

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal