Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

16/01/2020 - 14:56 - Atualizado em 20/01/2020 - 19:14
Uberlândia registra inflação recorde em dezembro
Índice de 0,86% foi o maior do ano de 2019; dados são do Cepes/UFU
por Autor: 
Naiara Ashaia

Economista Pedro Martins apresentou os dados do IPC nesta quinta, 16/01. (Foto: Alexandre Costa)

 

 

O Centro de Estudo, Pesquisas e Projetos Econômico-Sociais da Universidade Federal de Uberlândia (Cepes/UFU) divulgou nesta quinta-feira, 16/1, oÍndice de Preços ao Consumidor de Uberlândia (IPC). No mês de dezembro, o IPC apresentou variação de 0,86%, a maior do ano e também o recorde para o mês desde 2015. No acumulado do ano de 2019, a inflação foi de 3,52%.

O IPC-Cepes é composto por nove grupos. Segundo o pesquisador-economista Pedro Martins, dois deles contribuíram para a aceleração do índice no mês de dezembro, sendo eles: Alimentação e bebidas (3,65%) e Transporte (1,76%). Já o grupo de habitação teve um recuo de 1,67%.

O grupo alimentação e bebidas teve impacto de 0,86% no índice de dezembro. De acordo com Martins, isso se deve ao aumento dos preços da carne em 14,17%, causado pela demanda do mercado internacional. Outro destaque é o aumento do preço das frutas, com variação de 12,98%. A gasolina teve aumento em 2,78%, sendo a maior contribuição positiva, ou seja, o subitem cujo aumento do preço gerou mais impacto, já que tem um peso significativo no orçamento familiar.

O grupo habitação teve uma variação mensal negativa. Martins afirma que isso se deve a mudança de bandeira tarifária na energia elétrica residencial, resultando em um índice de -4,52% neste subitem. Confira como foi o variação de cada um dos nove grupos analisados:

 

Variações em 12 meses e no ano de 2019

 

A variação acumulada no ano passado foi de 3,52% - maior do que nos últimos dois anos (2,82% em 2017 e 2,69% em 2018). O grupo Alimentação e Bebidas obteve a maior porcentagem de variação (7,97%), sendo que o grupo Artigos de residência segurou o avanço do índice, com variação de -6,60%.

 

 

Quando observado mensalmente, percebe-se a aceleração do IPC no início e fim do ano, sendo que a desaceleração no segundo quadrimestre de 2019 resultou em índices negativos entre julho e setembro. Em dezembro, o IPC acompanhou a aceleração do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e Índice Nacional De Preços ao Consumidor (INPC) nacionais, realizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Cesta básica 

O Cepes também constatou um aumento na soma da média dos 13 itens alimentícios que compõem a cesta básica de alimentos em Uberlândia. Em dezembro, o valor foi de R$ 430,34, sendo 10,98% mais alto do que no mês anterior, quando o gasto foi R$ 387,77. A variação acumulada do ano foi de 11,69%

A cesta teve esse valor devido principalmente ao aumento do preço do tomate (37,65%), da batata (24,04%) e da banana (23,09%). O destaque da variação negativa foi o açúcar (-7,95%).

Assim como o aumento do valor da cesta básica, o tempo de horas trabalhadas para a aquisição dos produtos que a compõe teve variação de 10,98%, resultando na soma de 94 horas e 52 minutos.

O cálculo do salário mínimo necessário para a manutenção de uma família com dois adultos e duas crianças ou uma que possua três adultos fechou maior do que em novembro, com valor de R$ 3.615,26. Segundo o Cepes, o resultado mostra que o salário mínimo oficial (R$ 998,00) representa 27,61% do salário mínimo necessário para Uberlândia no mês de dezembro de 2019.

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal