Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

17/03/2020 - 17:54 - Atualizado em 20/03/2020 - 09:08
Uberlândia registra queda na inflação com redução nos preços de energia elétrica
Índice apresentado foi de -0,03% em fevereiro; é o terceiro mês seguido com preços abaixo aos do período anterior
por Autor: 
Matheus Minuncio

 

O Observatório de Preços do Centro de Pesquisas Econômico-Sociais da Universidade Federal de Uberlândia (Cepes/UFU), do Instituto de Economia e Relações Internacionais (IERI-UFU), divulgou nesta terça-feira (17/03) o Boletim do Índice de Preços ao Consumidor de Uberlândia (IPC-CEPES) e o Boletim da Cesta Básica de alimentos de Uberlândia referentes ao mês de fevereiro. A variação do IPC ficou em -0,03.

Os valores coletados, em mais de 500 informantes/estabelecimentos, são de 3 de fevereiro a 28 de fevereiro e foram comparados aos do período de 2 de janeiro a 31 de janeiro de 2020. Dentre os nove grupos analisados pelo Cepes, seis tiveram índice inflacionário positivo, ou seja, com aumento no preço. Em contrapartida, três grupos registraram variação negativa. O destaque ficou para as despesas de habitação, com queda de 1,04%, que incluem as despesas com energia elétrica residencial, que foram de 0,05% em janeiro para -2,23% em fevereiro.

Graciele de Fátima Sousa, economista do Cepes, afirma que os índices informados na pesquisa ajudam as pessoas a mensurar seu poder de compra e planejar os gastos. “O consumidor vai olhar se o salário dele está sendo o suficiente para a aquisição de todos os alimentos necessários, para pagar moradia, transporte e educação”, comenta.

Graciele Sousa, pesquisadora do Cepes/UFU, durante divulgação do Boletim do Índice de Preços ao Consumidor de Uberlândia (Foto: Matheus Minuncio)

 

Referente aos produtos de cesta básica, cotada em R$ 434,89, a variação mensal ficou em -1,30%, valor mais baixo desde outubro de 2019. Nos alimentos foram registradas altas na variação do valor do tomate (13,82%) e quedas no feijão (-6,71%), batata (-5,43%) e na carne (-5,21%). Esta última, compõe mais de um terço no preço da Cesta Básica de Alimentos de Uberlândia.

Foi divulgada, também, a estimativa do salário mínimo necessário para uma família de quatro pessoas, na cidade de Uberlândia, que ficou em R$ 3.653,49. O resultado mostra que o salário mínimo oficial (R$ 1.045,00) equivale a 28,60% do salário mínimo necessário, segundo a pesquisa, para o mês de fevereiro.

Uberlândia apresentou menor taxa no comparativo com os índices nacionais. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a variação do custo das famílias com renda mensal de 1 a 5 salários mínimos, foi de 0,17% em fevereiro. Já o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que avalia os gastos das famílias com renda mensal de 1 e 40 salários mínimos, no mesmo período atingiu 0,25%.

O objetivo do levantamento é conhecer a economia local a partir da variação mensal dos preços praticados em produtos e serviços. A economista ressalta a importância da pesquisa na cidade, com dados fixados pela dinâmica local, pois refletem diretamente nas questões de reajuste salarial e no desenvolvimento.

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal