Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

15/07/2020 - 17:00 - Atualizado em 20/07/2020 - 14:34
Higienizador de mãos desenhado por alunos da UFU previne autocontaminação por Covid-19
Projeto do curso de Design funciona com a força da gravidade e é acionado por pedal
por Autor: 
Diélen Borges

 

Perspectivas simulando a utilização do higienizador (Imagens: arquivo dos pesquisadores)

 

Três estudantes da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) projetaram um higienizador coletivo para que até seis pessoas possam lavar as mãos simultaneamente, sem tocar em torneiras, sem ligação à rede de água e sem energia elétrica. 

A ideia surgiu em março, no contexto da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus cuja prevenção é feita, principalmente, por meio de isolamento social, uso de máscaras e higienização frequente das mãos. O objetivo do projeto da UFU é evitar que as pessoas se autocontaminem ao encostar as mãos no rosto. É o que afirmam os autores do projeto, Laís Abdala Moura, Letícia Franco e Marcel Arantes Lima, alunos do quinto período do curso de graduação em Design. 

A estrutura do higienizador é hexagonal e comporta seis pias, duas delas adaptadas para pessoas com deficiência. Essas pias estão conectadas a uma caixa d’água de 500 litros, que fica a uma altura de 1,2 metro do chão, para que a água possa fluir com a força da gravidade. Quando o usuário se aproxima da pia, basta acioná-la com o auxílio do pedal. 

As pias também têm saboneteira (que funciona com uma alavanca, de modo que, após obter a porção de sabonete líquido, a pessoa não precise encostar na saboneteira novamente para fechá-la) e dispenser de papel-toalha. 

Ao terminar de lavar as mãos, basta retirar o pé do pedal para interromper o funcionamento da pia, sem precisar tocá-la com as mãos limpas. As pias adaptadas para pessoas com deficiência têm um tipo diferente de pedal, que libera a água a partir da pressão feita pelo apoio de pé da cadeira de rodas. O papel-toalha deve ser descartado nas lixeiras próximas. 

De acordo com o projeto, a estrutura é adequada para locais públicos e pode ser deslocada com facilidade, porque é feita com materiais leves, tem rodinhas e travas de segurança. O material que eles indicam para a construção das cabines de higienização é o polietileno de alta densidade, "resistente à tração, compressão e tensão", e para pias, torneiras, pedal de ativação e saboneteiras, "o melhor material seria o metal inox, que é de fácil limpeza e longa durabilidade".

O higienizador concorreu a dois prêmios: o Concurso de Ideias promovido pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design (Faued/UFU) e o Desafio UFU Covid-19 (clique nos nomes dos prêmios para saber mais e conhecer os vencedores).

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal