Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

18/02/2021 - 09:08 - Atualizado em 24/02/2021 - 20:07
Estudo que investiga a relação entre chuvas, plantas, formigas e herbívoros ganha destaque em revista britânica
Pesquisa realizada por cientistas da UFU e de outras instituições auxilia na preservação da biodiversidade
por Autor: 
Laura Justino

Capa da revista Journal of Ecology, publicada on-line em fevereiro de 2020. (Fonte: British Ecological Society)

O estudo que mostra como a variação climática afeta no convívio entre plantas, formigas e herbívoros é capa na edição de fevereiro em uma das principais revistas de ecologia do mundo, a Journal of Ecology.

Os pesquisadores Kleber Del-Claro e Letícia Rodrigues Novaes, ambos da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), em parceria com outros profissionais da área de Ecologia da Universidade de São Paulo (USP/Campus Ribeirão Preto), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e Misión Biológica de Galicia (Espanha), investigam a relação de mutualismo entre formiga e planta, que sofre alteração de acordo com a temperatura no ambiente e chuvas.

Uma relação mútua entre dois seres é uma associação na qual ambos se beneficiam. Nesse caso, as plantas liberam néctar extrafloral, uma substância gerada por uma glândula que não está associada à polinização, mas que atrai formigas. Esses insetos, em troca do néctar oferecido, protegem as plantas contra os herbívoros.

Por um ano, os pesquisadores observaram as folhas, botões, flores e frutos formados por plantas oriundas do bioma cerrado, que apresentaram mudanças na produção de néctar extrafloral e no padrão de comportamento dos seres próximos a elas. O motivo disso é a condição climática.

Os estudos apontam que o período chuvoso, de setembro a abril, proporciona maior produção de néctar extrafloral pelas plantas, ocasionando o aumento da concentração de formigas, que sobem nas plantas para se alimentarem e matam ou perseguem os herbívoros. Assim, elas protegem as folhas e os frutos da vegetação.

‘’Após o surgimento das angiospermas (plantas com flores), as interações entre plantas e animais se tornaram fundamentais para a explosão de vida na Terra. Essas plantas fazem parte da base de toda nossa cadeia alimentar. Nós não existiríamos sem elas’’, explica Del-Claro, biólogo e professor da UFU.

Quanto mais plantas juntas, mais formigas e menos predadores herbívoros, como as lagartas e borboletas, ou seja: mais proteção à vegetação. Esta conclusão proporciona melhor entendimento aos cientistas sobre o assunto e oferece dados importantes para a preservação da biodiversidade.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Diarco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2021. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal